Como trabalhar o conteúdo para ser relevante em SEO

O marketing de conteúdo é um dos pilares mais importantes quando se trata da sua estratégia digital. Creio que a empresa pode, no longo prazo, estabelecer um padrão de conhecimento e geração de leads através de todo o ativo informacional que pode produzir e transmitir.

Nas ações de SEO, a estratégia de conteúdo pode ser uma das peças principais, pois uma página que preencha bons requisitos de qualidade pode ser a porta de entrada para o início de uma conversão que irá acontecer lá na frente.


Imagine que o seu público alvo não faz só uma busca por uma palavra-chave. Tenta várias vezes, até encontrar o modelo ideal, com as particularidades e complexidades necessárias de um produto ou serviço.


Não só na otimização de sites, mas em toda a estratégia de marketing digital, o conteúdo precisa estar presente como uma peça fundamental.


Nesse artigo vou contar sobre como oriento os meus clientes a produzir conteúdos com foco em SEO.


Quantas vezes preciso repetir a palavra-chave?


Já ouvi muito essa pergunta. O fato é que hoje, o importante é a intenção de busca, não a repetição. Eu escrevi um texto em 2011 que falava sobre a orientação do conteúdo e em muitos aspectos é muito atual. Afinal, para o Google saber como classificar a sua página, ele precisa entender sobre como o seu texto orienta os visitantes. 


Houve um tempo em SEO que a repetição de palavras-chave oferecia alguma vantagem, mas hoje não é isso o que faz o seu site ser atraente ao robô. Pense que: se a inteligência artificial da ferramenta de busca quer chegar perto da nossa cognição, seria natural a repetição de palavras e sinônimos?


Ou será mais relevante uma análise de intenção baseada nas palavras que orbitam o tema?


Pense em como você busca por um produto em um shopping. As lojas quase sempre não tem palavras-chave nas suas marcas, mas as vitrines possuem produtos relacionados ao tema que estão ao redor do assunto principal. Esse é nosso comportamento interpretativo, natural. É o que qualquer sistema léxico de um mecanismo de busca deveria querer entender.


Em um e-commerce de informática, para me posicionar por loja de informática, eu preciso repetir a palavra-chave, sinônimos, etc? 


Ou posso explorar aquelas que orbitam o tema? 


Palavras-chave relacionadas: teclado, mouse, gabinete, notebook, impressora.

Orbitando o tema: jogos, lazer, trabalho, conforto, ergonomia, facilidade.


Se eu vou escrever um texto sobre uma mesa de jantar. Devo pensar só em aspectos técnicos? Como ser humano, quando eu vou comprar uma mesa de jantar, eu penso só nas suas medidas, preço, material? Certamente que não. Em uma mesa de jantar se faz a refeição com a família, comemorações, conversas, e tudo aquilo que poucos conteúdos nos e-commerces destacam.


A busca é o processo que nasce em uma necessidade. Ela pode ter sido gerada por algo que você realmente precisa ou por alguém.


Se você faz um trabalho de SEO, é como se fizesse uma espécie de reengenharia na nossa própria cognição, uma vez que é isso que a inteligência artificial busca.



Como eu oriento os meus clientes?


Siga esse passo a passo:


Selecione as páginas relacionadas aos seus produtos e serviços que você quer aparecer. Aqui eu gosto de inverter um pouco a lógica tradicional do SEO, onde se escolhe as palavras-chave para depois determinar quais serão as páginas importantes. 

Dentro do que realmente é prioridade para o negócio, posso selecionar cinco páginas de produtos, por exemplo. 


O segundo passo é entender quais as intenções de busca que você precisa atender nas páginas que selecionou. Tente imaginar quantas buscas o usuário vai fazer, quais as possíveis variações, qual a intenção dele cada vez que realiza uma nova consulta. A necessidade da compra de um produto/serviço pode começar em uma pesquisa informacional (leia o artigo de 2011 que comentei).


Faça um estudo do "saco de palavras" para cada tema. Informações técnicas são importantes e necessárias, mas busque pistas em saber o que realmente as pessoas pensam ao buscar um produto. As redes sociais são ótimas para isso. 


O conteúdo mais sincero são os comentários de clientes em avaliações. Ali eles mencionam palavras-chave que redator nenhum iria pensar em colocar em uma descrição de produto.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ferramentas de Gerenciamento e Produtividade

A pirâmide invertida

LGPD: Conceitos e desafios importantes