Ferramentas para webmasters dos mecanismos de busca - parte 3 (O Retorno)

Links

Na raiz da aba links existem três opções, sendo elas: páginas com "links externos", "páginas com links internos" e "links do site".

No item "Páginas com links externos" existe uma tabela que mostra o número de páginas do site que apontam para elas a partir de outros sites.

Páginas com links internos

Funcionalidade parecida com o item anterior, porém, nesse caso a ferramenta mostra o número de links que as páginas internas do site têm para determinada página. A tabela mostra a url da página e o número de links internos apontando para a mesma, identificados pelo Googlebot.

Figura 5 - Tela com informações sobre número de links internos para cada página

Links do site

Neste local deveria ser possível definir links importantes do site, contudo, ao invés disso existe uma mensagem, sobre o que é e como funciona. Resumindo: em alguns sites grandes o Google identifica alguns canais que considera relevantes e na hora de aparecer o site no resultado de busca, este aparece com uma estrutura organizada, mostrando até a importância deste resultado. Como exemplo vou dar o site do Terra.

Fiz uma busca no Google.com.br (06/12/2007 às 14:07) por "Terra" como se estivesse procurando o portal www.terra.com.br. E apareceu o seguinte resultado:

Figura 6 - Resultado de busca com organização de alguns canais importantes

O Mecanismo de busca retornou o resultado mostrando os canais: The Girl, Mail, Capa Esportes, Gente & TV, Horóscopo, Terra/Música, Capa Chat e Sexo, organizados em colunas.

Porém o Google ainda não dá uma opção de organização disso através da ferramenta. Existem "teorias de achos" por aí sobre: definição sobre importância de páginas no sitemaps, entrar em contato com o Google para pedir esse tipo de organização, etc... Na minha opinião o certo é "desencanar", otimizar bem o site com conteúdo de valor ao usuário e deixar essa missão para o próprio Google. Quanto mais eu pesquiso e estudo SEO, descubro que o verdadeiro foco deve ser o usuário humano de forma universal. Não adianta forçar uma situação para fazer bem ao robô, sendo que para o usuário não existe nenhum fim.

Sitemaps

Nessa tela é possível incluir o sitemap do seu site. Na verdade é preciso que o mesmo esteja publicado na raiz do site com o nome "sitemap.xml", algo como: www.seusite.com/sitemap.xml. O usuário deverá indicar o endereço do sitemap e então o robô do Google irá fazer a verificação do mesmo para medir a importância de cada página.

continua...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ferramentas de Gerenciamento e Produtividade

A pirâmide invertida

LGPD: Conceitos e desafios importantes