Colaboração em redes sociais

Alguns motivos, citados por Charlene Li e Josh Bernoff no livro "Fenômenos Sociais nos Negócios" (2009) para que as pessoas participem de sites de redes sociais na Internet e também colaborarem entre si:
"Manter laços de amizade. O Facebook tem por objetivo conectá-lo com as pessoas que você conhece. Se você quer saber como foi o encontro da Jill, ou se Rafe passou na prova, dá uma olhada no site.";
"Fazer novos amigos. Todos nós já ouvimos histórias de pessoas que encontraram um parceiro através de redes sociais. Um em cada cinco solteiros on-line já visualizou ou participou de encontros pela Internet no último ano. E não são apenas os mais jovens que se interessam por isso [...]";
"Sucumbir a pressões sociais de amigos já existentes" - os autores afirmam que por influência de outras pessoas que já estão conectadas nessas redes, aqueles que ainda não estão acabam se cadastrando e criando suas contas;
"Retribuir. Após constatar que um site é útil, você pode sentir-se estimulado a contribuir. Se você leu uma crítica em um site e ela o ajudou, quando chegar um e-mail convidando-o a fazer sua crítica, você pode pensar 'por que não?' e escrevê-la, especialmente se os sites facilitam a participação.";
"O impulso altruísta. As pessoas doam sangue porque acham que devem fazê-lo. Elas arriscam a vida como bombeiros para servir a sua comunidade [...] A Wikipédia tornou-se a maior enciclopédia do mundo, movida por esse impulso. Em um site popular, se mesmo 1% dos usuários contribui com conteúdos, é o bastante para atender o restante dos visitantes.";
"O impulso lascivo. As pessoas são facinantes. Algumas são sensuais, outras são divertidas e outras tantas são, honestamente, estúpidas. Tudo isso está à disposição em um desfile exibicionista sem fim. Assistir a ele é melhor do que o que a televisão mostra na maioria das noites!";
"O impulso criativo. Nem todos são fotógrafos, escritores ou ciradores de vídeos, mas para os que são a Web é um lugar perfeito para mostrar seu trabalho (respectivamente) no Flickr, em um blog ou no Youtube. Mesmo que você não seja profissional, a capacidade de se expressar - e de receber feedback positivo e construtivo - é, de certa maneira, uma recompensa para seu lado criativo". A web possibilitou, acesso para que as pessoas publiquem suas ideias e realizações (artes, vídeos, artigos, etc), de modo a praticarem seus valores de liberdade e independência;
"O impulso de validação. As pessoas que publicam informações no Yahoo! Answers e wiki de impostos da Intuit gostariam gostariam de ser vistas como experts bem-informados. A validação é um condutor poderoso para as redes sociais e uma força poderosa que conduz os blogueiros. As pessoas se colocam no mundo exterior, e a comunidade confirma o lugar dessas pessoas no mundo.";
"O impulso de afinidade. Se sua liga de boliche, sua associação de pais e mestres ou seus amigos fãs do Red Sox se conectaram on-line - e não importa qual seja seu interesse, alguma empresa start-up certamente está olhando para ele -, você pode unir-se e conectar-se com pessoas que compartilham seus interesses e preocupações. Você tem uma base de experiência comum com elas, e faz sentido unir-se a elas no mundo on-line".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ferramentas de Gerenciamento e Produtividade

A pirâmide invertida

LGPD: Conceitos e desafios importantes